Fórum do Património 2022: 

30-06-2022

As inscrições estão abertas!

Inscreve a tua ONG em

www.cechap.com

O Fórum do Património é uma iniciativa que se vem reunindo anualmente desde 2017, com o objetivo de unir organizações não-governamentais de defesa e preservação do património cultural e ambiental.

Como tal, é um espaço de diálogo, de cooperação e de intervenção, mas também, e sobretudo, de exercício de cidadania.

Já há algum tempo que vivemos uma pressão sobre o património, sobretudo o construído, e não só, transformando-o em objecto económico meramente lucrativo, principalmente através da sua total turistização, só possível pela priorização prosseguida pelas diversas administrações, salvo raras excepções.

O pretexto é sempre o mesmo: promovem o "desenvolvimento"; criam postos de trabalho. Como se esta fosse a única via; como se a médio / longo prazo essas "soluções" não tivessem custos elevados, quer do ponto de vista cultural, quer social e também económico.

Este tem sido um problema que se reproduz localmente, mas pela forma como se generalizou, tornou-se um problema global.

Neste sentido compete às organizações que promovem a defesa do património concertarem formas de atuação de modo a contrariar esta tendência destruidora. Seja com suporte nas convenções a que Portugal está obrigado, seja por legislação própria, existem inúmeras possibilidades para ter uma voz ativa.

Contudo, estas ações só terão verdadeiramente eficácia se, a montante, conhecermos o património que temos, de que todos somos, inevitavelmente, depositários. É um conhecimento que implica a sua transformação em objetos significantes, a partir dos quais se constroem narrativas com significado para as respectivas comunidades. Naturalmente que isso só é possível se for assegurado a sua preservação material.

É este processo transformador, de valorização do particular num contexto em que quase tudo é uniformizado, que constitui a maior mais-valia da preservação do património. Aquilo a que chamam globalização passa também pelo que é diferente, pela afirmação dos elementos específicos, sejam de natureza material, ou imaterial, e pela sua apropriação.

Daí que se torne tão importante uma intervenção educativa, a todos os níveis, incluindo, e com especial enfoque, ao nível da população escolarizada e, até, dos próprios curricula.

Por isso, este ano (2022) o Fórum do Património (FP'22), que se irá realizar no dia 1 de Outubro, na cidade de Estremoz (norte do distrito de Évora), terá como tema central: "Património e participação democrática".

Pelas questões que se expuseram, o tema integra várias vertentes que irão constituir o conteúdo do FP'22 ao longo de quatro sessões, de que oportunamente daremos informação mais completa:

- A Lei de bases da política e do regime de protecção do Património Cultural (Lei nº107/2001, de 8 de Setembro) - Balanço da sua aplicação.

- Estratégias para a defesa do património.

- Património e educação.

O Fórum incluirá ainda uma exposição de recursos produzidos e desenvolvidos pelas organizações participantes.


Estremoz, 26 de Junho de 2022

A Comissão Organizadora do FP-22:

CIDADE - Cidadãos pela Defesa do Património de Estremoz

CECHAP - Centro de Estudos de Cultura, História, Arte e Património (Vila Viçosa)

AIAR - Associação de Desenvolvimento pela Cultura (Elvas)

CAA - Centro de Arqueologia de Almada

APAC - Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos

APRUPP - Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e a Proteção do Património 

GECoRPA - Grémio do Património