Bons exemplos

(Clique para saber mais)

Ao conceber a reconstrução do Chiado após o incêndio de 1988, a opção do Arq.º Siza Vieira foi manter o mais possível a sobriedade dos edifícios e o desenho urbano anterior ao incêndio, excluindo liminarmente a introdução de "nova arquitetura". Resistindo à pressão dos promotores imobiliários, o arquiteto opôs-se também à proliferação de centros...

O edifício reunia, à partida, várias características que apontavam para a necessidade de uma intervenção particularmente contida: a configuração exterior correspondia ao projeto elaborado pela equipa do Engenheiro Manuel da Maia para a reconstrução pós-1755, isto é, o edifício tinha escapado à onda de acrescentos de andares que se verificou...

Forte de Elvas

03-05-2020

O Forte de N.ª Senhora da Graça em Elvas foi alvo de uma intervenção com início em 2013 cujo objetivo principal foi preparar o monumento, de uma dimensão muito considerável, para receber diversas atividades culturais. O dono de obra, neste caso a autarquia de Elvas, contou com a estreita colaboração da Direção Regional de Cultura do Alentejo,...

Por incumbência do então Instituto Português do Património Arquitetónico (IPPAR), o arquiteto Nuno Teotónio Pereira desenvolveu, em 2003, o projeto de reabilitação e valorização do antigo paiol do Castelo de Castelo de Vide. Uma opção crucial foi começar por um estudo exaustivo das argamassas em presença, que demonstrou ser possível manter grande...