Paiol do Castelo de Castelo de Vide

Por incumbência do então Instituto Português do Património Arquitetónico (IPPAR), o arquiteto Nuno Teotónio Pereira desenvolveu, em 2003, o projeto de reabilitação e valorização do antigo paiol do Castelo de Castelo de Vide. Uma opção crucial foi começar por um estudo exaustivo das argamassas em presença, que demonstrou ser possível manter grande parte dos revestimentos existentes. O estudo preliminar dos revestimentos pré-existentes permite também formular argamassas compatíveis com os materiais em presença, a utilizar quando o grau de degradação dos revestimentos originais já não permite a sua recuperação. A abordagem seguida nesta intervenção torna-a menos intrusiva, contribuindo para preservar a autenticidade das construções históricas.