Vídeos

FÓRUM DO PATRIMÓNIO 2019

Tema I - PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Tema II - DESCENTRALIZAÇÃO

Tema III - CAPACITAÇÃO DAS ONG

Tema IV - ENSINO, FORMAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

Súmula do Tema IV


OUTROS VÍDEOS RELEVANTES

Maria Calado (Centro Nacional de Cultura)

Excerto da apresentação de Maria Calado no Fórum do Património 2017. focando a importância da salvaguarda do Património Cultural construído, ou tangível, mesmo para a conservação do Património Cultural imaterial, ou intangível.

Paulo Ferrero (Fórum Cidadania Lx)

O dirigente do Fórum Cidadania Lx, na sua intervenção durante o Fórum do Património 2017,  defende uma postura mais assertiva e proativa dos cidadãos na defesa do edificado antigo e do valor cultural que ele encerra. 

José Sardinha (Advogado) 

Na apresentação feita durante o Fórum do Património 2017, o advogado José Sardinha descreve sumariamente os dois domínios de intervenção de que as associações de defesa do património cultural (ADP), dispõem, para além da simples intervenção cívica no espaço público: o domínio administrativo e o domínio jurisdicional. Um e outro contêm instrumentos de intervenção particularmente úteis na defesa do património cultural construído. No primeiro destes domínios a intervenção da ADP é sobretudo preventiva e colaborativa, acompanhando o procedimento de licenciamento que decorre na autarquia; No segundo domínio a intervenção tem já um caráter contencioso e visa travar, in extremis, empreendimentos lesivos do património. 

Praça das Flores, Lisboa: Por uma cidade com memória

Descrevem-se várias irregularidades no processo de licenciamento dum empreendimento de renovação urbana na Praça das Flores, em Lisboa, que possibilitaram a abusiva demolição dum edifício antigo e o início da obra de construção dum novo edifício, totalmente dissonante do conjunto. O processo foi posteriormente travado por uma providência cautelar interposta por três associações de defesa do património, em coordenação com um grupo de moradores.

Largo de S. Miguel, Alfama, Lisboa: Museu sim, mas não aqui!

Lurdes Pinheiro, da Associação População e Património de Alfama, explica porque os moradores não querem o museu do judaísmo no Largo de S. Miguel. O edifício projetado, se for construído, descarateriza o Largo de S. Miguel e é uma violência contra Alfama. 

Paulo Ferrero comenta empreendimento de grande impacto numa zona histórica de Lisboa

A propósito do Fórum do Património 2019, Paulo Ferrero, do Fórum Cidadania comenta um empreendimento de grande impacto, em curso no bairro de Camões, em Lisboa, e aponta vários aspetos em que a obra desrespeita o Plano Diretor Municipal.